sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

Indonésia: Igreja denuncia sequestro e conversão ao islão de crianças timorenses


Cerca de mil crianças oriundas de Timor-Leste e que foram retiradas de suas famílias, há uma década, continuam retidas na Indonésia onde foram convertidas ao Islão.
Hoje, denunciam fontes da igreja indonésia citadas pela agência Fides, muitas destas crianças encontram-se em centros de acolhimento em Java ocidental, “nas mãos de ‘educadores’ muçulmanos que se recusam a entregá-las novamente às suas famílias”.
Segundo a Fides, esta história terá sido confirmada também por organizações humanitárias católicas que até já terão tentado, sem sucesso, fazer regressar estas crianças aos seus agregados familiares em Timor-Leste.
Para o padre Benny Susetyo, Secretário da Comissão Episcopal para o Diálogo Inter-religioso, este é “um caso muito triste, um claro abuso”. A Comissão Episcopal já denunciou esta situação junto do governo indonésio, Nações Unidas e organizações muçulmanas, como um abuso dos direitos humanos e de liberdade religiosa. Para o padre Susetyo, “grupos muçulmanos querem impor regras inspiradas na sharia, a lei islâmica".
Este caso de aparente sequestro de crianças timorenses é ainda consequência da independência do país, obtida após um referendo realizado em 1999 e que degenerou numa onda extrema de violência.
Ainda segundo a agência Fides, alguns pais timorenses já conseguiram entretanto localizar os seus filhos, mas, mesmo assim, os responsáveis pelos colégios onde eles se encontram não os libertam. Departamento de Informação da Fundação AIS

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

A minha Lista de blogues