quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Que tens meu Filho? (lenda)


Que tens meu Filho?
Conta-se esta lenda relativa à Sagrada Família. Estava, certo dia, Nossa Senhora com o Menino Jesus dormindo, no regaço, à porta da casa de Nazaré. Passou por ali um grupo de jovens, que andavam a divertir-se, em algazarra, mas o Menino não acordou.

Passou o cortejo de um casamento, com música e flores, mas o Menino não acordou. Nesse momento, a Virgem tinha no pensamento aquelas palavras trágicas de Simeão, que lhe anunciavam uma espada de dor trespassando o Seu Coração de Mãe. Vieram-lhe as lágrimas aos olhos e em tal abundância que caíram sobre o peito do Menino Jesus.

O Menino acordou, sobressaltado.

- Que tens Meu Filho? — perguntou Maria.

Mãezinha, senti uma pancada de qualquer coisa que me caiu sobre o coração!

(EXEMPLÁRIO — Pe. Mário Salgueirinho — Tipografia Colégio dos Orfãos — Porto, Portugal — 1ª. edição, 1959, p. 227)./ADF

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010


Dia de São Tomás Becket, Bispo e Mártir
29, dezembro, 2010 Deixar um comentário Ir para os comentários
(+ Cantuária, 1170)

Depois de ter desempenhado com brilho a função de chanceler do Reino da Inglaterra, foi indicado pelo rei Henrique III para arcebispo de Cantuária e primaz da Inglaterra. Como até então era leigo, foi ordenado sacerdote e dois dias depois sagrado bispo. Logo se tornaram inevitáveis os conflitos entre aquele rei absolutista, que queria reduzir a Igreja a mero departamento do Estado inglês, e o prelado zeloso dos direitos de Deus e das prerrogativas de sua Igreja.

Em conseqüência dos choques cada vez mais violentos, São Tomás precisou fugir para a França, onde esteve exilado por seis anos. Mais tarde retornou a sua diocese, mas recomeçaram os conflitos e o Santo acabou assassinado brutalmente por partidários do rei, dentro de sua própria catedral.

“Cada dia tem seu santo”

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Dia dos Santos Inocentes, Mártires


Neste dia a Igreja recorda os meninos inocentes de Belém e arredores, de idade inferior a dois anos, os quais, conforme o relato do Evangelho, foram arrancados de suas mães e assassinados cruelmente, por ordem de Herodes. Embora não tivessem uso da razão, morreram por Cristo Jesus, e por isso a Igreja os honra com o título de mártires. Em nossos dias, assistimos a uma nova matança dos inocentes, desta vez — é triste reconhecê-lo — tantas e tantas vezes perpetrada pelas próprias mães desnaturadas! De fato, em que consiste o aborto voluntariamente provocado?

Consiste, pura e simplesmente, no assassinato do filho pela própria mãe. O feto, ou seja, o ser humano desde o momento da concepção até o do nascimento, é um ser distinto de sua mãe. Eliminar o embrião, seja em que fase for de seu desenvolvimento, é um assassinato que viola os direitos humanos. Ora, com toda a naturalidade se vai disseminando a prática pecaminosa do aborto, consagrada e protegida pelas legislações! E em alguns casos são legalmente punidos médicos ou enfermeiras católicos que em consciência se recusam a participar desses crimes!

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…”

Muito agrada à Santíssima Virgem a saudação angélica


Por ela lhe renovamos a alegria que sentiu, quando São Gabriel lhe anunciou que fora eleita para Mãe de Deus. Nessa intenção devemos saudá-la muitas vezes com a Ave-Maria. (…)

A Santa Gertrudes prometeu a Mãe de Deus tantos auxílios na hora da morte, quantas Aves-Marias houvesse recitado em vida. Alano de Rupe afirma que, ao ouvir essa saudação angélica, alegra-se o céus, treme o inferno e foge o demônio.

Com efeito, atesta-o Tomás de Kempis, por com uma Ave-Maria pôs em fuga o demônio que lhe aparecera.

Extraído do livro: “Glórias de Maria” de Santo Afonso de Ligório/ADF

Maria eu Vos agradeço e louvo por terdes dito sim ao anjo Gabriel!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Dia de São João, Apóstolo e Evangelista


(+ Éfeso, séc. I)

Filho de Zebedeu e irmão de São Tiago o Maior, foi discípulo de São João Batista antes de ser o “Discípulo amado” de Nosso Senhor. No alto do Calvário, representou a Humanidade quando recebeu como Mãe a Maria Santíssima, e foi a Ela entregue como filho. É autor do quarto Evangelho e de três epístolas canônicas. Viveu, segundo a tradição, na ilha de Patmos, onde lhe foi revelado o Apocalipse, e morreu quase centenário em Éfeso.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…”

Oração a Nossa Senhora


Ave, Maria Santíssima! Ave, virgem puríssima e toda Imaculada! Ave, santa Mãe de Jesus, minha Mãe querida!

Ave. Rainha gloriosa do ?Céu! eu Vos louvo e bendigo, ó Mãe bendita, de todo o meu coração e como o mais profundo respeito.

Ó minha Mãe, eu Vos agradeço o amor, a caridade, a ternura e a misericórdia de que sempre usastes comigo. Eu Vos amo, sim, Mãe carinhosa, eu Vos amo de todo o meu coração.

Quem me dera bendizer-Vos e amar-Vos com tão ardente amor como Vos amam e bendizem os Anjos e Santos!

Quem me dera amar-Vos com tanta ternura, como Vos amou o vosso Divino Filho, o dulcíssimo Menino Jesus. Ó sim, minha Mãe celestial, quisera amar-Vos, louvar-Vos, e exaltar-Vos e bendizer-Vos sem cessar, com o mesmo amor que Vos tem o amoroso Coração de Jesus!

Virgem bendita e imaculada, eu Vos consagro o meu amor, a Vós quero servir assim como Jesus mesmo por nosso amor Se consagrou, durante 30 longos anos ao vosso santo serviço, na mais profunda humildade, na mais perfeita obediência.

Ó Maria, sede minha Mãe, tende piedade de mim, que sou o menor e o mais indigno de vossos filhos. Rogai por mim e alcançai-me de Jesus o perdão dos meus pecados e a sua divina benção, para todos os meus pensamentos, palavras, orações e trabalhos.

Alcançai-me amor a Jesus, profunda humildade, verdadeira devoção, o precioso tesouro da pureza angélica, santa obediência, mansidão e paciência, uma vida santa, uma morte preciosa e a glória da bem-aventurança eterna. Amém.
fonte/ADF

Eu Vos amo Minha Mãe!

domingo, 26 de dezembro de 2010

Jaculatórias ao doce e Imaculado Coração de Maria


Doce Coração de Maria, sede a minha salvação!

Viva o Imaculado Coração de Maria!

Coração Imaculado e Doloroso de Maria, tende piedade de nós!

Ó Coração de Maria, Mãe de Deus e nossa Mãe, inflamai-nos com aquele feliz fogo em que o vosso arde continuamente.

Imaculado Coração amabilíssimo, objecto das complacências da adorável Trindade, guardai no vosso Coração a todos nós e à santa Igreja.

Coração Imaculado de Maria, tão cheio de bondade e tão compassivo, sede o nosso caminho para Jesus.

Doce Coração de Maria, infundi-nos o amor das vossas virtudes.

Maria, nossa Mãe, fazei que sintamos a ternura do vosso maternal Coração

Coração Imaculado de Maria, ensinai-nos a Vossa caridade!

Doce Coração de Maria, ensinai-nos a Vossa humildade!

Concedei-me, Mãe, a graça que do Vosso Coração Imaculado e cheio de ternura, espero com toda a confiança.

Ó Coração Imaculado de Maria, compadecei-vos de nós!

Concedei-me, Imaculado Coração amabilíssimo de Maria, que viva e cresça incessantemente no vosso santo amor.

Coração Imaculado de Maria, rogai por nós que recorremos a Vós.

Coração santíssimo de Maria, rogai por nós, agora e na hora da nossa morte.

Coração Imaculado de Maria, sede a nossa força e alegria.

Coração adorável de Maria, sois o nosso amor.

Vida espiritual católica /ADF
Ao Sagrado Coração de Maria com todo o meu amor!

sábado, 25 de dezembro de 2010

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

NASCIMENTO DE JESUS


LUCAS 2:
1 Naqueles dias saiu um decreto da parte de César Augusto, para que todo o mundo fosse recenseado.
2 Este primeiro recenseamento foi feito quando Quirínio era governador da Síria.
3 E todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade.
4 Subiu também José, da Galiléia, da cidade de Nazaré, à cidade de Davi, chamada Belém, porque era da casa e família de Davi,
5 a fim de alistar-se com Maria, sua esposa, que estava grávida.
6 Enquanto estavam ali, chegou o tempo em que ela havia de dar à luz,
7 e teve a seu filho primogênito; envolveu-o em faixas e o deitou em uma manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
8 Ora, havia naquela mesma região pastores que estavam no campo, e guardavam durante as vigílias da noite o seu rebanho.
9 E um anjo do Senhor apareceu-lhes, e a glória do Senhor os cercou de resplendor; pelo que se encheram de grande temor.
10 O anjo, porém, lhes disse: Não temais, porquanto vos trago novas de grande alegria que o será para todo o povo:
11 É que vos nasceu hoje, na cidade de Davi, o Salvador, que é Cristo, o Senhor.
12 E isto vos será por sinal: Achareis um menino envolto em faixas, e deitado em uma manjedoura.
13 Então, de repente, apareceu junto ao anjo grande multidão da milícia celestial, louvando a Deus e dizendo:
14 Glória a Deus nas maiores alturas, e paz na terra entre os homens de boa vontade.
15 E logo que os anjos se retiraram deles para o céu, diziam os pastores uns aos outros: Vamos já até Belém, e vejamos isso que aconteceu e que o Senhor nos deu a conhecer.
16 Foram, pois, a toda a pressa, e acharam Maria e José, e o menino deitado na manjedoura;
17 e, vendo-o, divulgaram a palavra que acerca do menino lhes fora dita;
18 e todos os que a ouviram se admiravam do que os pastores lhes diziam.
19 Maria, porém, guardava todas estas coisas, meditando-as em seu coração.
20 E voltaram os pastores, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto, como lhes fora dito.
21 Quando se completaram os oito dias para ser circuncidado o menino, foi-lhe dado o nome de Jesus, que pelo anjo lhe fora posto antes de ser concebido.
22 Terminados os dias da purificação, segundo a lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém, para apresentá-lo ao Senhor
23 (conforme está escrito na lei do Senhor: Todo primogênito será consagrado ao Senhor),
24 e para oferecerem um sacrifício segundo o disposto na lei do Senhor: um par de rolas, ou dois pombinhos.
25 Ora, havia em Jerusalém um homem cujo nome era Simeão; e este homem, justo e temente a Deus, esperava a consolação de Israel; e o Espírito Santo estava sobre ele.
26 E lhe fora revelado pelo Espírito Santo que ele não morreria antes de ver o Cristo do Senhor.
27 Assim pelo Espírito foi ao templo; e quando os pais trouxeram o menino Jesus, para fazerem por ele segundo o costume da lei,
28 Simeão o tomou em seus braços, e louvou a Deus, e disse:
29 Agora, Senhor, despedes em paz o teu servo, segundo a tua palavra;
30 pois os meus olhos já viram a tua salvação,
31 a qual tu preparaste ante a face de todos os povos;
32 luz para revelação aos gentios, e para glória do teu povo Israel.
33 Enquanto isso, seu pai e sua mãe se admiravam das coisas que deles se diziam.
34 E Simeão os abençoou, e disse a Maria, mãe do menino: Eis que este é posto para queda e para levantamento de muitos em Israel, e para ser alvo de contradição,
35 sim, e uma espada traspassará a tua própria alma, para que se manifestem os pensamentos de muitos corações.
36 Havia também uma profetisa, Ana, filha de Fanuel, da tribo de Aser. Era já avançada em idade, tendo vivido com o marido sete anos desde a sua virgindade;
37 e era viúva, de quase oitenta e quatro anos. Não se afastava do templo, servindo a Deus noite e dia em jejuns e orações.
38 Chegando ela na mesma hora, deu graças a Deus, e falou a respeito do menino a todos os que esperavam a redenção de Jerusalém.
39 Assim que cumpriram tudo segundo a lei do Senhor, voltaram à Galiléia, para sua cidade de Nazaré.
40 E o menino ia crescendo e fortalecendo-se, ficando cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava sobre ele.
fonte: blog imagens biblicas

Um menino nasceu para nós


“Um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado.

Ele tem o poder sobre os ombros e será chamado Conselheiro admirável, Deus forte, Pai Eterno, Príncipe da paz.” (Is 9, 5).
Preparamo-nos, novamente, para celebrar o Natal! Com gratidão e alegria queremos acolher Jesus, o dom do amor misericordioso do Pai. Acolher Aquele que, por puro amor, assumiu a nossa natureza humana decaída, para assim nos elevar à graça de filhos, e filhos amados do Pai.
Queremos aproveitar o tempo do Advento para meditar neste grande acontecimento, para penetrar no sentido mais profundo do nascimento do Salvador. Cada um de nós pode, seguramente, dizer: foi por mim que Ele nasceu, foi para me resgatar da morte do pecado que Ele nasceu em Belém.
Mais uma vez é Natal! De uma forma muito sentida e bela, podemos acolher o Salvador que nos visita nos braços de sua Mãe.
Que Maria, a Mãe de Jesus e Rainha da JAM nos ajude a fortalecer em nós e na nossa família se faça a bela experiência da proximidade de Deus.
Supliquemos com confiança a graça de podermos neste Natal acolher o Salvador que vem. Por isso rezamos:

“Vem, Jesus, ó Rei Divino,
Ao meu pobre coração!
Eu espero-Te com saudade,
Alegria e gratidão!
Se o mundo Te rejeita
Com dureza e rigor,
Minha alma Te acolhe
Com ternura e amor.”
fonte: JAM

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Dia de São Pedro Canísio, Confessor e Doutor da Igreja


(+ Friburgo, 1597)
No mesmo ano em que no Brasil o Beato José de Anchieta entregava sua alma a Deus, na Suíça outro grande jesuíta dos tempos áureos da Companhia também encerrava sua carreira na Terra: São Pedro Canísio, o homem a quem considerável parte do mundo alemão deve sua fidelidade à Igreja de Roma. Pelos seus escritos e pela sua palavra inflamada, esse filho de Santo Inácio de Loyola conseguiu opor uma barreira sólida aos avanços da heresia luterana. Os católicos alemães e suíços o veneram, a justo título, como o segundo Apóstolo de suas pátrias.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…”

Caminhar é preciso sempre...!


É importante saber onde mesmo queremos chegar. As vezes não sabemos bem. Mas o determinante não é o caminho por onde se passa e sim a disposição interior para estar no ponto de chegada. O caminho pode mudar, a motivação deve ter estabilidade. O caminho pode ser cada dia diferente, mas a disposição deverá ser tão somente crescente para se chegar.
CAMINHAR É PRECISO SEMPRE!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

domingo, 19 de dezembro de 2010

Dia de São João da Cruz, Confessor e Doutor da Igreja


(+ Ubeda, Espanha, 1591)

Colaborador de Santa Teresa d’Ávila na reforma da Ordem carmelita e grande mestre da Mística. Dele diz o Martirológio Romano-Monástico: “seu zelo e o sucesso de seus esforços causaram-lhe provações humilhantes, que lhe ensinaram a subir, dentro da ‘noite escura’, até à experiência mística do ‘nada’ do homem diante da Majestade Divina”.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…

sábado, 18 de dezembro de 2010

SER CATÓLICO PODE CUSTAR A VIDA


Uma equipa da Fundação AIS visitou recentemente o Paquistão e testemunhou o grande sofrimento dos cristãos paquistaneses.

Cada vez mais, os Cristãos são descriminados nos seus locais de trabalho, são fortemente pressionados para abandonar a sua fé, há cada vez mais ataques ao seu modo de vida e, pior que tudo, estes ataques e ameaças são cada vez mais violentos

É urgente intervir e apoiar os cristãos neste país onde, apesar de todo o sofrimento, a Igreja está a crescer rapidamente. Num seminário, as vocações duplicaram em apenas quatro anos, noutro há tantos candidatos que o reitor teve que mandar alguns para casa porque não tinha condições para os receber a todos. O número de catequistas está a aumentar, estão a ser construídas igrejas, muitas irmãs estão a receber formação, está a ser distribuída literatura religiosa e outros programas de evangelização estão a avançar. Com a nossa ajuda centenas de crianças podem ir à escola. Tudo isto seria impossível sem o apoio contínuo da Fundação AIS.

"Agradeço ao povo Português através da Fundação AIS o apoio que nos deu aquando das cheias do Paquistão.

Sinto-me honrado em agradecer a Deus a celebração dos 15 anos de existência (1995-2010) da Fundação em Portugal e peço a Deus por todos os Portugueses, que o amor de Deus vos traga prosperidade, paz e um coração generoso para que possam continuar a ajudar todas as Igrejas que precisam da vossa oração e da vossa ajuda

Nos últimos 15 anos a vossa ajuda levou esperança e vida a muitas pessoas, em especial aos jovens que não tinham esperança num futuro melhor e que constituem 65% da população. No Paquistão, com a vossa ajuda, muitas crianças provenientes de famílias pobres receberam educação e formação. Em nome da Conferência do Paquistão, agradeço a vossa generosidade para com o nosso país. Contem com as nossas orações. Muito obrigado!"

D. Sebastian Shaw, Bispo Auxiliar de Lahore, Paquistão)

Na sua visita recente a Portugal, D. Sebastian Shaw, realçou a importância da educação das crianças e jovens, bem como a formação de seminaristas.

Sabia que com apenas 100 € podemos garantir a escolaridade de um aluno durante um semestre? Com a ajuda dos nossos benfeitores, podemos oferecer aos jovens que querem estudar a possibilidade de pagarem as propinas, o transporte para quem tem de percorrer longas distâncias, e ainda os manuais escolares. Colabore!

Apesar das adversidades e perseguições constantes estes nossos irmãos não renunciam à sua fé! ELES QUEREM SER CRISTÃOS! APOIE HOJE MESMO os nossos irmãos no Paquistão!

ACENDA UMA VELA PELOS CRISTÃOS DO PAQUISTÃO »
--------------------------------------------------------------------------------
Notícias relacionadas:

Reconstrução após cheias: deslocados cristãos ignorados pelo Governo

Capela cristã invadida por fundamentalistas

D. Sebastian Shaw visita Portugal e pede ajuda

AIS apresenta campanha de apoio ao Paquistão

Medo entre os cristãos de Karachi

AIS envia mais 50 mil euros de ajuda

Governo responsável por não proteger as vítimas mais pobres das inundações

AIS já encaminhou 30 mil Euros para o Paquistão

AIS ajuda população vítima das cheias

Perseguições contra cristãos

Petição pede fim da lei da blasfémia

Religiosos cristãos e muçulmanos unidos no combate ao terrorismo

Vaticano denuncia assassinato de dois cristãos

Advogado muçulmano fala da lei da blasfémia como um dos males da sociedade

Conselho Mundial de Igrejas pedem a abolição da lei da blasfémia

Fonte: FAIQS

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Dia de Santa Olímpia, Viúva


(+ Bitínia, Ásia Menor, 408)

Pertencia à mais alta nobreza bizantina e casou ainda muito jovem com o prefeito de Constantinopla. Enviuvando aos 20 anos de idade, não quis contrair novo casamento, mas resolveu consagrar-se inteiramente a Deus, e utilizou sua imensa riqueza na fundação de um hospital e um orfanato, servidos por religiosas das quais ela era superiora. Quando São João Crisóstomo, seu diretor espiritual, foi injustamente expulso do Patriarcado de Constantinopla, Santa Olímpia continuou fiel a ele e se recusou a reconhecer o intruso irregularmente nomeado para substituí-lo como patriarca. Foi por isso perseguida e teve sua comunidade dispersada. Partiu para o exílio, onde morreu ainda jovem.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…” /AASCJ

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

AUMENTA O ABANDONO


Levantei-me do Horto para continuar a ser o mesmo instrumento em vossas divinas mãos em todos os passos da Paixão. Aumenta o abandono de crucifixão para crucifixão; o desfalecimento é mais, mil vezes mais. Do Céu não posso esperar auxílio, da terra tudo me querem tirar. Ó Jesus, ó Jesus, para onde hei-de voltar-me...? Só com a obediência tão mal compreendida resisto a um mar de dores. (Beata Alexandrina: Sentimentos da Alma, 13 de Março de 1942)

Em veneração pela Beata Alexandrina pelo Amor que na Terra dedicou a Jesus e à
Mãezinha.
IN: facebook

Santa Adelaide (ou Alice), imperatriz da Alemanha


+999
Santa Adelaide nasceu em 931 e era filha do rei de Borgonha, Rodolfo II. Quando contava 16 anos, uma década após a morte de seu pai, Santa Adelaide casou-se com o Rei da Itália, Lotário II, que morreu ainda bastante jovem, deixando-a viuva aos 18 anos. Quando isso aconteceu, o seu inimigo, Berengario III, apoderou-se de toda a Lombardia, fazendo Adelaide prisioneira num castelo do lago de Garda, onde a santa sofreu muitas injúrias.
Quando Santa Adelaide se conseguiu libertar, enviou a Otto I, rei da Alemanha, um pedido de ajuda e justiça. Este aceitou seu pedido, além de se apaixonar pela donzela, com a qual se casou no ano de 951.
Otto I reinou por trinta e seis anos e foi sucedido por Otto II, que era casado com uma mulher colérica e caprichosa, Teofânia. Após a morte de Otto II, Teofânia foi quem sucedeu no trono, mas por pouco tempo, pois morreria em 991. Adelaide viu-se então no dever de governar, como regente em nome de Otto III, tendo sido considerada por seu povo uma mulher bondosa e generosa. Santa Adelaide é conhecida por ter sido fundadora de diversas casas religiosas e ter convertido inúmeros infiéis. Morreu no dia 16 de Dezembro de 999, no convento de Seltz, perto de Estrasburgo.
In: facebook

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

MARIA MADALENA


Embora fosse apenas uma pecadora famosa da sua cidade, Maria Madalena, nascida em Magdala, na Galileia, teve uma participação importantíssima na passagem de Jesus pela Terra. Ela foi perdoada publicamente por Ele, que a tomou como exemplo de que o seu Pai acolhia a todos, desde que chegassem ao arrependimento.

Além disso, foi, ainda, a escolhida para ser a primeira testemunha da ressurreição.Madalena ouvira falar de Jesus, pois a fama dos milagres d’Ele corria entre o povo. Ele já ressuscitara mortos, deu a vista aos cegos, fez falar os mudos e deu ouvido aos surdos, além de fazer andar os paralíticos e curar doentes de todos os tipos.

Assim, no dia em que Jesus participava num banquete na casa de Simão, o fariseu, Maria Madalena resolveu fazer uma confissão pública de arrependimento, porque o seu pecado era público, como diz a Sagrada Escritura.Invadindo o local da ceia, ela não ousou olhar para Jesus. Apenas se ajoelhou na sua frente, banhou-Lhe os pés com lágrimas e enxugou-os com os cabelos, num pedido de perdão mudo. Impressionados, os presentes imaginavam que ela fosse repudiada pelo Mestre, que, todavia, disse à mulher: “Foram-te perdoados os teus muitos pecados, porque muito amaste”. Com o coração em paz, ela saiu dali ainda em lágrimas, mas feliz. A partir deste dia, tornou-se uma das mais fiéis seguidoras do Messias.

Ela estava ao lado de Maria quando da crucificação do Senhor e, na madrugada da Páscoa, era tanta a saudade que sentia de Jesus que foi chorar à porta do sepulcro. De repente, ouviu a voz, que jamais esqueceria, chamar o seu nome. Assim, as profecias cumpriram-se diante dos seus olhos. Jesus ressuscitara!Está escrito: “No dia da Páscoa, Jesus apareceu a ela e mandou-a ir anunciar a sua ressurreição aos discípulos”.

Depois disto, segundo uma antiga tradição grega, Maria Madalena teria ido viver em Éfeso, onde morreu. Lá, tinham ido morar também João, o apóstolo predilecto de Jesus, e Maria, Mãe de Jesus.

A liturgia bizantina celebra-a como “Apóstola dos Apóstolos”, para que continue a sua missão de anunciar a ressurreição do Senhor no seu rito apostólico.

Santa Maria Madalena é festejada no dia 22 de Julho.
fonte: JAm

Devota se emociona ao tocar no assunto de uma graça alcançada. Assista!

Da. Cleide Binati, casada, mãe e católica se emociona ao contar sobre as bênçãos que sua família já recebeu. Assista!

fonte: AASCJ

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Dia de São João da Cruz, Confessor e Doutor da Igreja


(+ Ubeda, Espanha, 1591)

Colaborador de Santa Teresa d’Ávila na reforma da Ordem carmelita e grande mestre da Mística. Dele diz o Martirológio Romano-Monástico: “seu zelo e o sucesso de seus esforços causaram-lhe provações humilhantes, que lhe ensinaram a subir, dentro da ‘noite escura’, até à experiência mística do ‘nada’ do homem diante da Majestade Divina”.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…” /AASCJ

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Santa Luzia!



Santa Luzia pertencia a uma rica familia de Siracusa, na Itália, tendo recebido ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe a queria casada com um jovem de distinta família, porém pagão.

Nessa ocasião, sua mãe adoece gravemente e Luzia, que era devota de Santa Águeda, leva sua mãe à tumba da santa. Milagrosamente, sua mãe recupera a saúde e acaba concordando que a filha seguisse a vida que escolhera, consentindo também, que distribuísse seu rico dote entre os pobres.

O noivo rejeitado vingou-se, entregando Luzia como cristã ao procônsul. Este ameaçou Luzia de colocá-la no prostíbulo e sua resposta foi: 'O corpo se contamina se a alma consente'. Assim sendo, dezenas de soldados tentaram carregá-la, mas o corpo de Luzia pesava muito, nada conseguindo. Contam que enquanto estava presa, arrancaram-lhe os olhos, mas no dia seguinte estavam novamente perfeitos. Por este milagre é que ela é venerada como protetora dos olhos.

Santa Luzia, não querendo oferecer sacríficio aos deuses e nem quebrar o seu santo voto, foi decapitada em 303, para assim testemunhar com a vida - ou morte - o que disse: 'Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade'.

Oração à Santa Luzia

Ó, Santa Luzia, que preferistes deixar que os vossos olhos fossem vazados e arrancados antes de negar a fé e conspurcar vossa alma; e Deus, com um milagre extraordinário, vos devolveu outros dois olhos sãos e perfeitos para recompensar vossa virtude e vossa fé, e vos constituiu protetora contra as doenças dos olhos, eu recorro a vós para que protejais minhas vistas e cureis a doença dos meus olhos.

Ó, Santa Luzia, conservai a luz dos meus olhos para que eu possa ver as belezas da criação. Conservai também os olhos de minha alma, a fé, pela qual posso conhecer o meu Deus, compreender os seus ensinamentos, reconhecer o seu amor para comigo e nunca errar o caminho que me conduzirá onde vós, Santa Luzia, vos encontrais, em companhia dos anjos e santuário.

Santa Luzia, protegei meus olhos e conservai minha fé. Amém.

Santa Luzia rogai por nós !

domingo, 12 de dezembro de 2010

Frase do Dia

Vejo sempre o lado bom das coisas.
Existem aqueles que olham para as coisas de tal modo que sofrem mais.
Sta. Teresinha do Menino Jesus

Andrea Bocelli My Christmas

O MENINO JESUS NASCEU EM BELÉM

sábado, 11 de dezembro de 2010

mensagens

Calma não se improvisa! É decisão exercitada! É também resultado de uma série de pequenas decisões que a gente toma, e, aos poucos, acaba assimilando um modo de ser que nos dê força e serenidade para enfrentar o que nos tira do sério! Reveja o que você anda decidindo! Tenha coragem!

Outra dica é compartilhar o que você sente e o tira do sério! Falando com alguém nos tornamos mais responsáveis por nosso crescimento!

Outra dica??? Faça silêncio! Tem sujo que o silêncio sabe limpar

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

São Jerónimo e o Menino Jesus


A Gruta onde nasceu o Menino Jesus, hoje Basílica da Natividade, em Belém
Na gruta, onde o menino Jesus veio ao mundo, morou bem uns 25 anos o célebre Doutor da Igreja, São Jerônimo (ano 420). Uma vez ele rezou a Jesus deste modo:

- Querido menino, padeceste tanto para salvar-me: como poderei agora compensar-te?

E ouviu responder:

- Louva a Deus com as seguintes palavras: Seja feita a glória de Deus no alto do Céu.

Continua o santo:

- Isso eu já faço; mas eu quero dar-te alguma coisa: todo o meu dinheiro. Foi-lhe respondido:

- Dá o dinheiro aos pobres; será como se desses a mim.

- Farei também isso; mas a ti que posso dar?

A resposta foi esta:

Dá-me os teus pecados; eu te os peço para os cancelar.

- A estas palavras, Jerónimo se pôs a chorar e disse:

- Caro Jesus, toma pois tudo o que é meu, e dá-me tudo o que é teu.
Por esse diálogo compreendereis como é grande a bondade de Deus para com os homens.


(A PLAVRA DE DEUS EM EXEMPLOS — G. Mortarino J. C. — Edições Paulinas, S.P. — 1ª. edição, 1961, p. 95).

N.B.: Nós, católicos, precisamos dar tudo a Jesus, até os nossos pecados – especialmente os nossos pecados – para que Ele, com sua bondade imensa, os apague./AASCJ

São Melquíades


A- A+

Hoje nos deixamos atingir pela santidade de vida de um Papa que buscou no Pastor Eterno e Universal toda a graça que necessitava para ser fiel num tempo de transição da Igreja. São Melquíades, de origem africana, fez parte do Clero Romano, até que em 310 faleceu o Papa Eusébio e foi eleito sucessor de São Pedro.

No período de seu governo, Melquíades sofreu com a perseguição aos cristãos pelo Imperador Máximo. Esta perseguição só teve um descanso quando Constantino venceu Máximo na histórica batalha em Roma (312) a qual atribuiu ao Deus dos cristãos. Com isto, surgiu o Edito de Milão em 313, concedendo a liberdade religiosa; assim, São Melquíades passou do Papa da perseguição para o Papa da liberdade dos cristãos.

Durante os quatro anos de seu Pontificado, as piores ameaças nasceram no interior da Igreja com os hereges. São Melquíades foi grande defensor da Fé, por isso combateu principalmente o Donatismo, que contestava a legitimação da eleição dos ministros de Deus e fanaticamente se substituía a qualquer autoridade.

Aproveitou Melquíades, a liberdade religiosa para organizar as sedes paroquiais em Roma e recuperar os bens da Igrejas perdidos durante a perseguição. São Melquíades através da Eucaristia semeou a unidade da Igreja de Roma com as demais igrejas. Entrou no céu em 314 e foi enterrado na Via Ápia, no cemitério de Calisto. Do Doutor Santo Agostinho, São Melquíades recebeu o seguinte reconhecimento: "Verdadeiro filho da paz, verdadeiro pai dos cristãos".

São Melquíades, rogai por nós!
fonte: Canção Nova

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Igreja Católica é a instituição que mais ajuda os doentes de AIDS no mundo


Do total de pessoas infectadas no mundo com o HIV/AIDS, aproximadamente 25 por cento é atendida por alguma instituição da Igreja Católica, o que a converte na instituição mais importante em nível mundial neste tema.

Esta porcentagem aumenta no caso da África, onde a Igreja cuida de quase 50 por cento dos afetados por este flagelo.

Em entrevista concedida à plataforma multimídia da organização Ajuda à Igreja que Sofre, Wheregodweeps.org, o Pe. Michael Czerny, fundador da Rede Jesuíta para luta contra a AIDS na África, precisa que em alguns lugares afastados das grandes cidades, a quantidade de pessoas que sofrem esta enfermidade e que são atendidas pela Igreja chega inclusive ao 100 por cento.

“Com freqüência os únicos serviços para lutar com a AIDS em áreas remotas com as clínicas da Igreja”, acrescenta o sacerdote jesuíta que dirige a mencionada rede na cidade de Nairobi, Quênia.

O sacerdote ressalta logo que “a Igreja no mundo é a entidade que mais cuida de doentes de HIV, dos que já padece a AIDS e cuida ademais dos que são afetados por este flagelo: as viúvas, os órfãos e demais pessoas que têm que lutar com este problema”.

“Dado que o HIV e o AIDS não são somente uma infecção ou doença mas também um problema pessoal, familiar, social e espiritual, o que a Igreja pode fazer e o que efetivamente faz que me orgulha é acolher à pessoas de maneira integral, considerando sua dimensão psicológica e espiritual, basicamente, e não só no nível médico”, explica.

A AIDS e o preservativo

Depois de comentar que se luta contra a AIDS com espírito de família, levando a Cristo a todos os afetados, amigos e parentes, o Pe. Czerny recorda o que foi afirmado pelo Papa em sua viagem a África em 2009 sobre o fato de que o preservativo não resolve o problema, e sim uma autêntica humanização da sexualidade.

Esta afirmação secundada pelo Dr. Edward Green, então Diretor do programa para a prevenção da AIDS da Universidade do Harvard. Este perito explicou, dias depois da viagem do Santo Padre, que “o preservativo não previne a AIDS, só a conduta sexual responsável pode responder a esta pandemia”.

Logo depois de explicar que a chave para a luta contra a AIDS está na promoção da abstinência e a fidelidade, que permitem viver a sexualidade de maneira sã e bela, o sacerdote denuncia que na África, “a massiva promoção do preservativo é sinônimo de destruição”.

“Isso não está fazendo frente ao problema, mas infelizmente não é o único exemplo de aproximações equivocadas impostas à África às quais este continente sobreviveu”, acrescenta.

Fonte: Blog Prof. Felipe Aquino/ADL

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Dia de Santo Ambrósio, Bispo, Confessor e Doutor da Igreja


(+ Milão, 397)
Era funcionário do Império e governava o norte da Itália quando os fiéis da diocese de Milão, inspirados por Deus, o aclamaram seu bispo. Àquela altura, Ambrósio era apenas catecúmeno e ainda não havia recebido o batismo. Mas foram tão claros os sinais de que era a voz de Deus que naquele momento falava pela boca dos populares que, depois de alguma hesitação, Ambrósio aceitou.

Foi batizado, ordenado sacerdote e sagrado bispo. Tomando inteiramente a sério as novas responsabilidades, colocou sua imensa cultura e sua invulgar capacidade administrativa ao inteiro serviço da Igreja. Combateu heresias, favoreceu e defendeu a virgindade consagrada a Deus, empenhou-se tenazmente para extirpar os restos de paganismo do Império.

Não hesitou em enfrentar o imperador Teodósio, impondo a ele uma penitência pública porque se portara mal. Deixou numerosos escritos de alto valor intelectual, e teve papel eminente na conversão de Santo Agostinho.

Extraído do livro “Cada dia tem seu santo” /AASCJ

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Deus precisa de ti...


"Deus precisa de ti muito mais que tu possas imaginar
Deus precisa de ti muito mais que da terra
Deus precisa de ti muito mais que do mar
Deus precisa de ti muito mais que dos astros
Deus precisa de ti...
Tu precisas de Deus muito mais que possas imaginar.
Tu precisas de Deus muito mais que da terra,
precisas de Deus muito mais que do mar,
precisas de Deus muito mais que dos astros,
precisas de Deus.
Eu preciso de ti muito mais que possas imaginar.
Eu preciso de ti muito mais que da terra,
preciso de ti muito mais que do mar,
preciso de ti muito mais que dos astros,
preciso de ti."

In: facebook (cortesia de uma amiga)

domingo, 5 de dezembro de 2010

São Martinho de Dume


Oriundo da Panônia, atual Hungria, dirigiu-se ainda jovem para ao Oriente, onde professou vida regular: estudou o grego e outras ciências eclesiásticas em que muito cedo se distinguiu, até ser classificado, pelo eminente Doutor Santo Isidoro, como ilustre na fé e na ciência. Também Gregório de Tours o considerou entre os homens insuperáveis do seu tempo. Regressando do Oriente, dirigiu-se depois a Roma e França, onde travou conhecimento com as personagens por então mais insignes em saber e santidade. Sobretudo, quis visitar o túmulo do seu homônimo e compatriota, S. Martinho de Tours, que desde então ficará considerando como seu patrono e modelo. Foi também por essa altura que Martinho se encontrou com o rei dos Suevos, Charrarico, ao qual acompanhou para o noroeste da Península Ibérica, em 550, onde, com restos do gentilismo e bastante ignorância religiosa, se espalhara o Arianismo.

Para acorrer a tantos males, não tardou Martinho em planejar e colocar em andamento seu vigoroso apostolado. Num mosteiro, edificado pelo mesmo rei, em Dume, ao lado de Braga, assenta o grande apóstolo dos suevos suas instalações como escola de monaquismo e base de irradiação catequética e missionária. A igreja do mosteiro é dedicada a S. Martinho de Tours, e foi sagrada em 558. O seu abade foi elevado ao episcopado pelo Bispo de Braga já em 556, em atenção ao seu exímio saber e extraordinário zelo e santidade. Com a subida ao trono do rei Teodomiro (em 559), consumava-se o regresso dos Suevos ao Catolicismo, deixando o Arianismo. Ilustre por tão preclaras prerrogativas, passa Martinho para a Sé de Braga, em 569, quando o Catolicismo nesta região gozava já de alto esplendor, o que tornou possível o 1° Concílio de Braga, em 561, no pontificado de João III. Em 572, foi Martinho a alma do 2° Concílio de Braga. Nesta altura escreveu ele: "Com a ajuda da graça de Deus, nenhuma dúvida há sobre a unidade e retidão da fé nesta província".

S. Martinho de Dume não esqueceu da importância e eficácia do apostolado da pena. Deixou assim várias obras sobre as virtudes monásticas, bem como matérias teológicas e canônicas, pelas quais foi depois reputado e celebrado como Doutor. Faleceu a 20 de março de 579 e foi sepultado na catedral de Dume; mas desde 1606 estão depositadas as suas relíquias na Sé de Braga. Compusera para si, em latim, o seguinte epitáfio sepulcral, em que mostra a veneração que dedicava ao santo Bispo de Tours: "Nascido na Panônia, atravessando vastos mares, impelido por sinais divinos para o seio da Galiza, sagrado Bispo nesta tua igreja, ó Martinho confessor, nela instituí o culto e a celebração da Missa. Tendo-te seguido, ó Patrono, eu, o teu servo Martinho, igual em nome que não em mérito, repouso agora aqui na paz de Cristo".

São Martinho de Dume, rogai por nós

São Nicolau


A- A+

O santo deste dia é São Nicolau, muito amado pelos cristãos e alvo de inúmeras lendas. Filho de pais ricos com profunda vida de oração, nasceu Nicolau no ano 275 em Pátara, na Ásia Menor. Tornou-se sacerdote da diocese de Mira, onde com amor evangelizou os pagãos, mesmo no clima de perseguição que os cristãos viviam.

São Nicolau é conhecido principalmente para com os pobres, já que ao receber por herança uma grande quantia de dinheiro, livremente partilhou com os necessitados. Certa vez, Nicolau sabendo que três pobres moças não tinham os dotes para o casamento e por isso o próprio pai, na loucura, aconselhou a prostituição, jogou pela janela da casa das moças três bolsas com o dinheiro suficiente para os dotes das jovens. Daí que nos países do Norte da Europa, usando da fantasia, viram em Nicolau o velho de barbas brancas que levava presentes às crianças no mês de dezembro.

Sagrado Bispo de Mira, Nicolau conquistou a todos com sua caridade, zelo, espírito de oração, e carisma de milagres. Historiadores relatam que ao ser preso, por causa da perseguição dos cristãos, Nicolau foi torturado e condenado a morte, mas felizmente se salvou em 313, pois foi publicado o edito de Milão que concedia a liberdade religiosa.

São Nicolau participou do Concilio de Nicéia, onde Jesus foi declarado consubstancial ao Pai. Entrou Nicolau no Céu em 324 ao morrer em Mira com fama de santidade e de instrumento de Deus para que muitos milagres chegasse ao povo.

São Nicolau, rogai por nós!
In: Canção Nova

sábado, 4 de dezembro de 2010

Dia de São João Damasceno, Confessor e Doutor da Igreja



(+ Síria, 749)

Nascido na Síria, gozava de uma situação estável e prestigiosa no mundo, pois era prefeito de Damasco e homem de confiança do califa. Por amor a Jesus Cristo renunciou a tudo, distribuiu aos pobres sua fortuna e ingressou no convento de São Sabas, perto de Jerusalém.

Combateu a heresia iconoclasta, que pregava a destruição das imagens religiosas, escrevendo três livros para refutá-la. Escreveu também um tratado famoso, sobre a fé e a ortodoxia dos Padres gregos. É considerado o último dos grandes Padres da Igreja do Oriente. Morreu quase centenário, depois de uma vida cheia de méritos e bons exemplos.

Extraído do livro: “Cada dia tem seu santo…”

O socorro de Nossa Senhora nos momentos de perturbação da alma


Como narram os anais da Companhia de Jesus, vivia em Bragança de Portugal um moço que era associado da Congregação Mariana. Infelizmente, deixou a Congregação e levou uma vida muito perdida. Chegou ao ponto de um dia resolver-se a dar cabo da vida, atirando-se a uma rio.

Mas, antes de executar seu tenebroso plano, lembrou-se em boa hora de recomendar-se a Nossa Senhora. Disse-lhe: Outrora eu era mariano e levava uma vida piedosa. Ó Maria, ajudai-me também agora.

Pareceu-lhe então ver Nossa Senhora e ouvir as palavras: Que vais fazer? Queres perder ao mesmo tempo a alma e o corpo? Vai, confessa-te e volta à congregação mariana.

O moço caiu em si. Agradeceu à Santíssima Virgem a graça recebida e mudou de vida.

fonte:ADF

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Frase do Dia


Alguns põem a perfeição na austeridade de vida, outros na oração.
Estes na frequência dos sacramentos, aqueles nas esmolas. Enganam-se.
A perfeição consiste em amar a Deus de todo o coração.
A pessoa que ama a Deus, aprende deste amor a evitar o que Lhe desagrada e a fazer tudo o que Lhe agrada.
São Francisco de Sales e Sto. Afonso de Ligório

Dia de São Francisco Xavier, Confessor


(+ 1552)

Foi um dos primeiros discípulos arregimentados por Santo Inácio de Loyola e estava entre os fundadores da Companhia de Jesus. Pregou na Índia, no Japão e em outras nações do Oriente. Converteu e batizou muitos milhares de pagãos e praticou milagres portentosos. Faleceu aos 46 anos de idade, no momento em que se aproximava das costas da China, que pretendia conquistar para Nosso Senhor Jesus Cristo. É o patrono dos missionários católicos.

Extraído do livro – “Cada dia tem seu santo…”/AASCJ

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Santa Edwiges, protectora dos que têm dívidas


Viúva com três filhos e três filhas, dedica-se a restaurar conventos e a repartir ajudas com grande generosidade aos pobres.
Edviges nasceu na Baviera, Alemanha em 1174. Era irmã de Santa Gertrudes e tia de S. Isabel da Hungria.
Casou com o Duque Henrique de Silesia (região da Polónia) e por conselho dela, o seu marido fundou vários conventos de religiosas, e para os construir levava os presos que estavam nos cárceres, e assim fazia-os ser úteis à pátria. Morto o seu marido, os filhos dedicaram-se a guerrear entre si para disputar a herança do ducado. Edviges teve que trabalhar e viajar muito para conseguir a paz entre eles.
Os longos anos da sua velhice empregou-se em fundar conventos e em ajudar pobres.

A sua pobreza era extrema: dava tudo aos necessitados. Andava descalça sobre a neve e os pés sangravam-lhe. Levava um par de sapatos na cintura e se vinha alguma pessoa, calçava-os e assim não se davam conta da penitência que fazia. Um dia um sacerdote deu-lhe um par de sapatos novos e disse: "Ponho-lhe como penitência calçar sempre estes sapatos". Dias mais tarde encontrou-a descalça. "Não lhe disse que devia trazer os sapatos calçados?" Ela respondeu: "Sim, os levo postos numa maleta que levo às costas". E tirou-os para mostrar.

Dom de milagres: A uma religiosa cega curou-a ao impor-lhe as mãos e rezar por ela. Ela mesma soube com antecipação a data da sua morte. Pediu a Unção dos enfermos, quando não parecia sofrer de enfermidade grave. E em verdade estava a morrer e ninguém o imaginava. As grandes riquezas que lhe deixou o seu esposo, repartiu-as entre os pobres. Morreu em Outubro do ano 1243.
Santa Edviges, pede ao Senhor que nós sejamos mais generosos em repartir os nossos bens com os necessitados.

Oração

Senhor meu Deus, Todo-poderoso, Criador do céu e da terra, Vós que tudo regulais em justiça e misericórdia, aceitai a prece que humildemente Vos dirijo por intermédio de Santa Edwiges, vossa serva, que tanto Vos amou, na terra e que usufrui da graça de contemplar a Vossa divina face.
Santa Edwiges exemplo de fé cristã, espelho do amor divino.
-Vinde em nosso auxílio.
Santa Edwiges, fiel discípula de Cristo, humilde serva do Senhor, modelo de amor à cruz.
-Vinde em nosso auxílio.
Santa Edwiges, bondosa mãe dos pobres, auxílio dos doentes, refúgio dos oprimidos.
-Vinde em nosso auxílio.
Santa Edwiges, modelo das mães cristãs, glória da Santa Igreja.
-Vinde em nosso auxílio.
Santa Edwiges, por amor a Jesus, Maria e José, fazei vossas, as minhas aflições. Apressai-vos em socorrer-me. Amém.

Pai-Nosso e Ave-Maria

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues