quarta-feira, 30 de junho de 2010

NOSSA SENHORA SEMPRE !


a pequena vila de Nazaré, onde viviam São Joaquim e Sant’Ana, não se dá atenção à recém-chegada. Ela traz nas veias o sangue de David, mas sua família está destituída do antigo esplendor. Quem se ocupa dessa pobre gente?
Há mais. Ana e Joaquim haviam ficado muito tempo sem filhos. Deus Se deixara afinal tocar por suas orações. Eles viam em Maria um sinal de bondade celeste. Mas em nada suspeitavam dos tesouros com que o altíssimo cumulara a alma de sua filha: não conheciam as maravilhas da Imaculada conceição; não sabiam que embalavam nos braços a futura Mãe do Salvador.
Quanto aos judeus que viviam nessa época, estavam imersos no mais negro desalento. Tinham perdido a liberdade política, havia muito que se calara a voz dos profetas: julgavam-se abandonados pela Providência no exato momento em que começava a cumprir-se no meio deles a obra da infinita Misericórdia.
Que a obscuridade na qual nasce Nossa Senhora nos ensine a dar pouca importância às grandezas humanas. Saibamos considerar com olhar cristamente indiferente essas vaidades perecíveis, que Cristo desprezou para sua Mãe: se tivessem algum valor, Ele não Lhas teria recusado.
Aprendamos também, nesse grande acontecimento, a não desanimar nunca. A Imaculada vem ao mundo quando os judeus se desesperam e crêem tudo perdido. Aproveitemo-nos da lição. Invocamos o Céu em nosso socorro; se não somos atendidos de imediato, caímos na tristeza.
Deus espera às vezes que nos sintamos à beira do abismo para nos estender a mão.
Portanto, não abandonemos tão facilmente a oração; o Altíssimo intervirá no momento em que nos julgarmos definitivamente abandonados. Tenhamos confiança, uma confiança sem limites! Seremos então largamente recompensados.

Oferta do meu coração a Maria!
extraído do livro: A virgem Maria – Pe. Thomas de Saint-Laurent

30 de junho – Primeiros mártires da igreja de Roma


A palma do martírio
São recordados conjuntamente, neste dia, os inúmeros cristãos que sofreram o martírio em Roma, acusados injustamente pelo imperador Nero de terem incendiado a cidade.
Extaído do livro cada dia tem seu Santo.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Oração aos Santos Apóstolos São Pedro e São Paulo


Ó Santos Apóstolos São Pedro e São Paulo, nós te escolhemos hoje e para sempre como nossos especiais protetores e advogados:
ao glorioso São Pedro, Príncipe dos Apóstolos, por ser a pedra sobre qual Deus edificou sua Igreja;
ao bem-aventurado São Paulo, porque foi escolhido por Deus como pregador da verdade em todo o mundo.
Alcança-nos, te pedimos, uma viva fé, firme esperança e ardente caridade;
um despojamento total de nós mesmos, desprezo pelo mundo, paciência nas adversidades, humildade nas coisas prósperas, atenção na oração,
sincera intenção no trabalho, diligencia no cumprimento das obrigações, constância nos propósitos, conformidade com vontade Deus e perseverança na divina graça ate a morte, a fim de que por tua intercessão e teus gloriosos méritos,
superadas as tentações do mundo, do demônio e da carne, sejamos dignos de comparecer diante do supremo e eterno Pastor de almas, Jesus Cristo,
para gozar e amar eternamente a ele que, com o Pai e o Espírito Santo, vive e reina pelos séculos dos séculos.
Amém.


Extraído do livro: “Novenas para todas as necessidades”

Curiosidade - Avé Maria em Várias línguas


Português
Ave-Maria, cheia de graça
O Senhor é convosco
Bendita sois vós entre as mulheres
E bendito é o fruto do vosso ventre, Jesus!
Santa Maria,
Mãe de Deus,
Rogai por nós, pecadores
Agora e na hora de nossa morte. Amém.

Espanhol
Dios te salve, María.
Llena eres de gracia:
El Señor es contigo.
Bendita tú eres entre todas las mujeres.
Y bendito es el fruto de tu vientre: Jesús.
Santa María, Madre de Dios,
ruega por nosotros pecadores,
ahora y en la hora de nuestra muerte.

Latim
Ave María, grátia plena,
Dóminus tecum.
Benedícta tu in muliéribus,
et benedíctus fructus ventris tui, Iesus.
Sancta María, Mater Dei,
ora pro nobis peccatóribus, nunc,
et in hora mortis nostræ.

Italiano
Ave, o Maria, piena di grazia,
il Signore è con te.
Tu sei benedetta fra le donne e benedetto è il frutto del tuo seno, Gesù.
Santa Maria, Madre di Dio,
prega per noi peccatoti,
adesso e nell’ora della nostra morte. Amén

Inglês
Hail Mary, full of grace.
The Lord is with thee.
Blessed art thou amongst women,
and blessed is the fruit of thy womb, Jesus.
Holy Mary, Mother of God,
Pray for us sinners, now and at the hour of our death.

Francês
Je vous salue, Marie,
pleine de grâces, le Seigneur est avec vous;
vous êtes bénie entre toutes les femmes,
et Jésus le fruit de vos entrailles, est béni.
Sainte Marie, Mère de Dieu, priez pour nous pécheurs,
maintenant, et à l’heure de notre mort. Amén

Alemão
Gegrüßet seist du Maria, voll der Gnade.
Der Herr ist mit Dir.
Du bist gesegnet unter den Frauen und gesegnet ist die Frucht Deines Leibes Jesu.
Heilige Maria, Mutter Gottes,
bitte für uns Sünder jetzt und in der Stunde unseres Todes.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

SANTA RITA DE CASSIA


Rita nasceu no dia 22 de maio de 1381, em Rocca Porena - um pequeno povoado de Cascia - na Itália. Seus pais, Antonio Mancini e Amata Serri, já eram de idade. Seu nascimento foi um grande milagre. Foi batizada, e recebeu a primeira eucaristia na Igreja de Santa Maria dos Pobres, em Cascia.
Rita tinha um desejo intenso de consagrar-se a Deus na vida religiosa. Seus pais, já idosos, optaram pelo matrimônio. Rita foi obediente e casou-se com Paulo Fernando, um homem violento e envolvido em crimes. Porém, com fé e confiança em Deus, ela o converteu e o fez mudar totalmente de vida. Tiveram dois filhos: Tiago e Paulo.
Anos depois, alguns antigos inimigos de Paulo Fernando o mataram. Rita percebeu que os filhos alimentavam o desejo de vingança. Rezou, pedindo a Deus que tirasse este desejo do coração de seus filhos, ou, se fosse vontade divina, que os levasse para a glória do Céu para obterem a salvação. Deus ouviu suas preces, e os dois filhos faleceram em menos de um ano.
Sozinha no mundo, Rita decidiu entrar no mosteiro de Santa Maria Madalena, mas, por ser viúva e não ser mais virgem, não foi aceita.
Um dia, em profunda oração, ouviu um chamado: "Rita! Rita!". Levantou-se e seguiu seus santos protetores: São João Batista, Santo Agostinho e São Nicolau Tolentino. Era noite, e a porta do convento estava trancada. Ao amanhecer, as religiosas agostinianas ficaram estupefatas ao verem Rita, na capela do convento, rezando, sendo que a porta estava fechada. Diante disso, Rita foi aceita no convento.
Certo dia, a superiora, para pô-la a prova, pediu-lhe que, todos os dias, regasse um galho seco pela manhã e à tarde. Em sinal de obediência, Rita o fez com todo o carinho e, tempos depois, milagrosamente, o galho seco se transformou em uma bela videira.
Passaram-se os anos, Rita pediu a Jesus para participar de sua paixão. Eis que um espinho se destacou da coroa de Cristo e entrou profundamente em sua fronte, transformando-se em uma ferida fétida.
Em 1450, o Papa Nicolau V proclama o Ano Santo. Rita queria receber as indulgências plenárias - perdão de todos os pecados -, mas, devido a ferida fétida, não poderia ir. Rezou e pediu a Jesus que deixasse a dor e tirasse a ferida para que pudesse ir a Roma. E conseguiu tal milagre.
Já no leito de morte, pediu a uma amiga para ir até a sua casa, em Rocca Porena, e apanhar uma linda rosa em seu antigo jardim. Era inverno, e a amiga pensou que Rita estivesse delirando. Para atender o pedido, foi e encontrou milagrosamente a linda rosa.

Rita faleceu no mesmo dia e mês em que nasceu, ou seja, 22 de maio de 1457, com exatamente 76 anos de idade. Seu corpo inexplicavelmente permanece intacto até hoje, no Santuário de Santa Rita em Cascia, na Itália. Conforme foto abaixo:
Foi canonizada - declarada santa - pelo Papa Leão XIII, em 1900. Muitos fatos extraordinários e milagres de Deus são atribuídos à intercessão de Santa Rita, conhecida como a SANTA DOS IMPOSSÍVEIS (do livro: Santa Rita de Cássia - Luíz de Marchi

Dia de Santo Irineu, bispo e mártir


Santo Irineu foi discípulo de São Policarpo de Esmirna, que por sua vez o foi do Apóstolo São João. Nasceu e se formou na Ásia Menor e viveu muitos anos na Gália, onde foi bispo de Lyon. A autoridade muito especial de que ele goza lhe vem da grande proximidade com a tradição apostólica e do facto de ter conhecido tanto a tradição ocidental quanto a oriental da Igreja. Combateu arduamente os erros gnósticos e assentou as bases sobre as quais se desenvolveria, mais tarde, a ciência da Mariologia. Documentos muito antigos e dignos de todo o crédito afirmam que sofreu o martírio, mas não especificam a forma e o local preciso desse facto.

Extraído do livro: Cada dia tem seu santo…

domingo, 27 de junho de 2010

Vida de Nossa Senhora na Sagrada Família


Jesus era o centro do amor de Maria e de José. Onde se encontra o corpo, as águias se ajuntam; onde está o tesouro, ai está o coração. Jesus constituía, portanto, o centro desses ditosos pais. Era-lhes indiferente estar em Belém, ou em Nazaré, ou no Egipto; possuir Jesus era tudo para eles.
Jesus constituía a finalidade da vida de Maria e de José. Somente para Ele viviam e trabalhavam. Oh! Com que prazer o bondoso São José labutava para lhe ganhar o pão quatidiano, como também para a sua divina Mãe! Que contentamento lhe dava, em vista
disto, o salário de seu trabalho, cujas dificuldades se lhe tornavam agradáveis porque tinham a Jesus por objeto!
Jesus era o alimento continuo da vida de união e de amor de Maria e José. Sentiam-se tão felizes em contemplá-Lo , ou vi-Lo, assistir o seu trabalho, e em admirá-Lo a obedecer e orar!
Sua maior felicidade consistia porém, e mui particularmente, na contemplação de seus afetos e nos motivos de suas virtudes. Viam-No sempre procurar e preferir as ocasiões de praticar a pobreza, a obediência, a mortificação; contemplavam suas humilhações e seus aniquilamentos, e admiravam a fidelidade com que Ele tudo referia à maior glória de seu Pai, sem se reservar, como homem, qualquer louvor e honra, dirigindo tudo a Deus.
Jesus, Maria e José visavam uma única coisa na vida: glorificar o Pai celeste.
Oh! como é feliz a alma quando contempla o interior da Sagrada Família, procurando ouvir tudo o que aí se dizia, e ver o que se fazia. Certamente Jesus explicava então à Maria e a José tudo quando dEle narravam as Escrituras; revelava-lhes o Calvário. Provavelmente lhes falava ainda da Igreja, dos Apóstolos, das Ordens Religiosas que se consagrariam à sua glória, bem como a deles, e posso crer que lhe falava de mim, de minha miséria e do imenso amor que me dedicava…

(MÊS DE NOSSA SENHORA DO SANTÍSSIMO SACRAMENTO — Meditações extraídas dos escritos do Bem-aventurado Pedro Julião Aymard — Pe. Alberto Tesnière, S.S.S.

sábado, 26 de junho de 2010

MARIA, MÃE, AGORA E SEMPRE!


Como pobres filhos da infortunada Eva, somos réus da mesma culpa e condenados à mesma pena. Andamos errando por este vale de lágrimas, exilados de nossa pátria, chorando por tantas dores que nos afligem no corpo e no espírito. Feliz, porém, aquele que por entre tais misérias se dirige muitas vezes à consoladora do mundo, ao refúgio dos pecadores, à grande Mãe de Deus.

Feliz quem a invoca e implora com devoção! Bem-aventurado o homem que me ouve e que vela todos os dias à entrada de minha casa (Pr 8,34). Bem-aventurado, diz Maria, quem ouve meus conselhos e permanece constantemente à porta de minha misericórdia, invocando minha intercessão e meu auxílio.

A Santa Igreja bem a nós, seus Filhos, ensina com quanto zelo e quanta confiança devemos recorrer sem cessar a esta nossa amorosa protetora. Pois é ordem sua que se lhe atribue um culto particular. Durante o ano celebra muitas festas em sua honra e prescreve que um dia da semana lhe seja especialmente dedicado.

Exige também que, diariamente no Ofício Divino, todos os eclesiásticos e religiosos a invoquem em nome do povo cristão, e que três vezes ao dia, os fiéis a saúdem ao toque das Ave-Marias.

Bastaria, para isso, somente ver e ouvir que em todas as calamidades públicas a Santa Igreja sempre quer que se recorra à divina Mãe com novenas, com orações, com procissões e visitas às suas igrejas e imagens.

Isto mesmo quer Maria que nós façamos. Que sempre a invoquemos, que sempre lhe peçamos, não por necessitar dos nossos obséquios, nem das nossas honras tão inadequadas aos seus merecimentos, mas sim para que, à medida da nossa devoção e da nossa confiança, possa melhor socorrer-nos e consolar-nos.

Procura, na frase de São Boaventura, os que dela se aproximam devota e reverentemente; ama-os, nutre-os, aceita-os por filhos.

Extraído do livro: Glórias de Maria de S. Afonso de Ligório

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Rio Jordão onde Jesus foi batizado pode secar até 2011




Segundo a organização Amigos da Terra, Oriente Médio (FoEME, na sigla em inglês), o famoso rio foi reduzido a um “fio” de água ao sul do mar da Galileia
Os ambientalistas afirmam que o problema é causado pela superexploração, poluição e ausência da administração pública no rio
A organização diz que mais de 98% do rio foi desviado por Israel, Síria e Jordânia ao longo dos anos

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Oração da família cristã a Nossa Senhora


Santíssima Mãe de Jesus, Esposa do glorioso e felicíssimo São José, vós pertencíeis à Sagrada Família e nela tínheis grandes obrigações a cumprir. Ah! Senhora, que solicitude e cuidados tivestes na casa de Nazaré!

Quantas tristezas pela pobreza de vossa família e pelos sofrimentos que isso podia ocasionar a Jesus! Que diligência pelo trabalho, e que zelo na educação do vosso adorado Jesus! Já que conheceis tão bem as necessidades de uma família, escutai as súplicas que Vos dirige esta família que Vos pertence.

Ensinai-nos as virtudes que praticastes; socorrei e assisti a nossas mães para que sejam em nossas casas o que Vós éreis na casa de Nazaré, a fim de que, imitando elas vossas virtudes, façam também a felicidade de nossas casas, como fizestes Vós felizes as pessoas da Sagrada Família.

Extraído do livro: As mais belas orações a Nossa Senhora

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Alegria dos reféns resgatados pelo exército na Colômbia


A Colômbia é um país católico que estava refém da guerrilha FARC marxista-leninista visceralmente anti-cristã.

Porém, a corajosa reação do povo e de suas forças armadas se encomendando ao Sagrado Coração de Jesus antes de cada ação, está reduzindo esses inimigos do país e da Igreja a uma proporção cada vez menor. E até acentuadamente menor.

Foram resgatados quatro oficiais e suboficiais, entre os quais o general Luis Mendieta, o coronel Enrique Murillo, coronel William Donato e sargento Arbey Argote que passaram 12 anos em cruel cativeiro.

No vídeo feito pelo resgate dos prisioneiros, podem-se ver as longas correntes com que os inumanos guerrilheiros socialistas impediam que os homens tentassem sequer a fuga.

Mais esta heróica operação bem sucedida suscitou forte desgosto nos “grupos humanitários” falsos, nos “irmãos socialistas” da guerrilha marxista na América Latina, notadamente em Caracas, Havana e Brasília, e nos adeptos da semi-falida Teologia da Libertação.

Um ambiente inteiramente oposto tomou conta das FARCs. Segundo informou o comandante do Exército colombiano, general Oscar González, em conferência de imprensa, o chefe militar das FARC, Jorge Briceño, Mono Jojoy, ordenou o fuzilamento de aproximadamente 40 guerrilheiros responsáveis pelo cativeiro dos prisioneiros.

Chefe das Farc mandou fuzilar 40 guerrilheiros em castigo pelo resgate A informação foi obtida interceptando as comunicações dos sediciosos. “É fato, disse o general, referem-se a eles em termos supremamente vulgares, obscenos e

dão a ordem de assassiná-los”, noticiou a agência suíça Swissinfo. É com esta gente que grupos de “direitos humanos” civis e eclesiásticos acham que é possível um “diálogo” honesto e sincero!

A vitória esmagadora ‒ por volta de 70% ‒ do ex-ministro de Defensa Juan Manuel Santos no segundo turno das presidenciais, confirmou o apoio massivo dos colombianos à política de combate rijo à guerrilha narco-socialista.

Agradeçamos a Nossa Senhora de Chiquinquirá, padroeira da Colômbia, por esta ajuda providencial num momento tão crítico para o país e o “continente da esperança”.

Fonte: O que está acontecendo na América Latina?

terça-feira, 22 de junho de 2010

segunda-feira, 21 de junho de 2010

S. LUIS GONZAGA


Pertencia à família dos duques de Mântua e era príncipe do Sacro Império, sendo herdeiro do feudo soberano de Castiglione. A tudo renunciou depois de uma luta árdua para conseguir licença paterna, e ingressou aos 17 anos na Companhia de Jesus. Faleceu em Roma, aos 24 anos, vitimado por uma epidemia à qual se expusera voluntariamente tratando de enfermos. É modelo de pureza e patrono da juventude católica.

Extraído do livro – “Cada dia tem seu santo

domingo, 20 de junho de 2010

Um horrível monstro


Santo Inácio de Loiola (+ 1555) pregava os exercícios espirituais numa igreja de Roma. Aqueles que iam ouvir as prédicas saíam da igreja compungidos e depois mudavam de vida. Por isso se espalhou o boato de que o pregador reunia gente em lugares escuros e a espantava, fazendo ali ver monstros pavorosos. Um médico quis assegurar-se disso, e entrou também na igreja para fazer os Exercícios. Ao sair dali, topou com os amigos que lhe perguntaram:

- E então? Viste os monstros?

- Sim, responde ele, vi de fato um horrível monstro que ainda me faz medo, só ao pensar nele.

- Que monstro era?

- Era a minha alma disforme e feia por causa dos pecados. Por isso agora me converti. Ide vós às prédicas, e vereis o monstro de vossa alma.

(A PALAVRA DE DEUS EM EXEMPLOS

sábado, 19 de junho de 2010

S. ROMUALDO, ABADE E CONFESSOR


Tinha 20 anos e levava uma vida dissipada e pecadora quando viu seu pai matar um parente em duelo. O choque que recebeu foi a ocasião da graça para convertê-lo. Depois de passar algum tempo na França, em contato com a espiritualidade da Abadia de Cluny, retornou à Itália e iniciou sua obra de fundação de mosteiros. Entre outros, fundou o de Campus Máldoli, berço da Ordem dos Camaldulenses, inaugurando uma nova forma de vida eremítica. Faleceu aos 75 anos. Seu corpo foi preservado da corrupção e se encontrava intacto quatro séculos depois de sua morte.

Extraído do livro – “Cada dia tem seu santo”,

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Diferença de culto (latria, dulia e hiperdulia)

Alguns protestantes confundem o culto que os católicos tributam aos santos com o culto que se deve a Deus. Para introduzir o assunto da intercessão dos santos é necessário esclarecer a diferença que existe entre os cultos de “dulia”, “hiperdulia” e “latria“.
Em grego, o termo “douleuo” significa “honrar” e não “adorar”.

Culto de latria – A Deus No sentido verbal, adorar (ad orare) significa simplesmente orar ou reverenciar a alguém.
A Sagrada Escritura usa o termo “adorar” em várias acepções, tanto no sentido de douleuo como de latreuo, como demonstrarei através da “Vulgata”, Bíblia católica original e escrita em latim.
“Tu adorarás o teu Deus” (Mt 4, 10)

Culto de dulia: A santos, como Santa Margarida “Abraão, levantando os olhos, viu três varões em pé, junto a ele. Tanto que ele os viu, correu da porta da tenda a recebê-los e prostrando em terra os adorou” (Gn. 18,2).
Eis os dois sentidos bem indicados pela própria Bíblia: adoração suprema, devida só a Deus; adoração de reverência, devida a outras pessoas.

A Igreja católica, no seu ensino teológico, determina tudo isso com uma exatidão matemática.

A adoração, do lado de seu objeto, divide-se em três classes de culto:

1. culto de latria (grego: “latreuo”) quer dizer adorar – É o culto reservado a Deus

2. culto de dulia (grego: “douleuo”) quer dizer honrar.

3. culto de hiperdulia (grego: hyper, acima de; douleuo, honra) ou acima do culto de honra, sem atingir o culto de adoração.

A latria é o culto que se deve somente a Deus e consiste em reconhecer nele a divindade, prestando uma homenagem absoluta e suprema, como criador e redentor dos homens. Ou seja, reconhecer que ele é o Senhor de todas as coisas e criador de todos nós, etc.
O culto de dulia é especial aos santos, como sendo amigos de Deus.


Hiperdulia: culto especial à Maria Santíssima O culto de hiperdulia é o culto especial devido a Maria Santíssima, como Mãe de Deus.

Alguns protestantes protestam dizendo que toda a “inclinação”, “genuflexão”, etc, é um ato eminentemente de “adoração”, só devido à Deus.

Já demonstramos, com o trecho do Gênesis, que isso não procede. Todavia, para deixar mais claro o problema, devemos recordar que o culto de “latria” (ou de “dulia”) é um ato interno da alma. A adoração é, eminentemente, um ato interior do homem, que pode se manifestar de formas variadas, conforme as circunstâncias e as disposições de alma de cada um.

Os atos exteriores – como genuflexão, inclinação, etc -, são classificados tendo em vista o “objeto” a que se destinam. Se é aos santos que se presta a inclinação, é claro que se trata de um culto de dulia. Se é a Deus, o culto é de latria.

Aliás, a inclinação pode ser até um ato de agressão, como no caso dos soldados de Pilatos que, zombando de Nosso Senhor, “lhe cuspiram no rosto e, prostrando-se de joelhos, o adoraram” (Mc 15, 19). A objeção protestante, dessa forma, cai por terra. Ou eles teriam que afirmar que havia uma “adoração” por parte dos soldados de Pilatos, o que é absurdo! Eles simulavam uma adoração (ou veneração ao “Rei dos Judeus), através de atos exteriores, mas seu desejo era de zombaria.

Fonte: Lepanto

quinta-feira, 17 de junho de 2010

O milagre de um gesto infantil


Em histórias antigas refere-se a um belo episódio sobre o Beato Hermann Joseph, monge da região do Rin, do século XII ou XIII. Havia nascido em Colónia, de pais bem acomodados, mas logo se encontraram na miséria. Começou a freqüentar a escola aos sete anos e todos os dias, ao ir e voltar do colégio, costumava fazer uma visita à Igreja de Santa Maria do Capitólio, aonde rezava diante da Imagem da Virgem com o Menino.

Certo dia que levava uma maçã (uma sobremesa pouco corrente que havia podido trazer à escola), cheio de amor pelo Divino Menino, como não tinha outra coisa que dar-Lhe, aproximou da Imagem a fruta em uma espécie de jogo. Ficou assombrado ao perceber que a Imagem adquirira vida, estendendo-lhe a mão, sorriu agradecida ao pegar a maçã e pô-la nas mãos de seu Filhinho! O menino, esfregando os olhos, viu que havia se convertido novamente em imagem e a maçã continuava, apesar disso, nas mãos do Divino Menino.

Uma alegria indescritível invadiu o coração de Hermann, que não só durou até chegar em casa, mas sim até o dia de sua morte! Isto posto, ter vivido mais de 90 anos. Já monge, foi conhecido por sua bondade para com todos e por sua extraordinária devoção à Mãe de Deus. Foi dos primeiros a espalhar a devoção ao Coração Imaculado de Maria, segundo se diz. Um dos livros que escreveu se intitula: “Breve oração aos cinco gozos da Santíssima Virgem.”

(HISTORIETAS CATEQUISTICAS)

quarta-feira, 16 de junho de 2010

DIÁLOGOS COM SÃO TOMÁS DE AQUINO - O ANJO DA GUARDA


- Destina Deus alguns anjos para guarda dos homens?

- Sim, Senhor; porque a divina Providência decretou que o homem, ignorante no pensar, inconstante e frágil no querer, tivesse como guia protetor, na sua peregrinação até ao céu, um daqueles espíritos ditosos, confirmados para sempre no bem (CXIII,1).

- Destina Deus um anjo para a guarda de cada homem, ou um só para guardar muitos?

- Destina um para cada homem, porque mais ama Deus um alma do que todas as espécies de criaturas materiais, e, apesar disto, determinou que cada espécie tivesse um anjo custódio encarregado do seu governo (CXIII,2).

Extraído da Suma Teológica em forma de catecismo

segunda-feira, 14 de junho de 2010

VIRGEM MARIA


E o nome da Virgem era Maria (Lc. 1, 27). Falemos um pouco deste nome que significa, segundo se diz, Estrela do mar, e que convém maravilhosamente à Virgem Mãe. … Ela é verdadeiramente esta esplêndida estrela que devia se levantar sobre a imensidade do mar, toda brilhante por seus méritos, radiante por seus exemplos.

Ó tu, quem quer que sejas, que te sentes longe da terra firme, arrastado pelas ondas deste mundo, no meio das borrascas e tempestades, se não queres soçobrar, não tires os olhos da luz desta estrela.

Se o vento das tentações se levanta, se o escolho das tribulações se interpõe em teu caminho, olha a estrela, invoca Maria.

Se és balouçado pelas vagas do orgulho, da ambição, da maledicência, da inveja, olha a estrela, invoca Maria.

Se a cólera, a avareza, os desejos impuros sacodem a frágil embarcação de tua alma, levanta os olhos para Maria.

Se, perturbado pela lembrança da enormidade de teus crimes, confuso à vista das torpezas de tua consciência, aterrorizado pelo medo do juízo, começas a te deixar arrastar pelo turbilhão da tristeza, a despencar no abismo do desespero, pensa em Maria.

Nos perigos, nas angústias, nas dúvidas, pensa em Maria, invoca Maria.

Que seu nome nunca se afaste de teus lábios, jamais abandone teu coração; e para alcançar o socorro da intercessão dela, não negligencies os exemplos de sua vida.

Seguindo-A, não te transviarás; rezando a Ela, não desesperarás; pensando nela, evitarás todo erro.

Se Ela te sustenta, não cairás; se Ela te protege, nada terás a temer; se Ela te conduz, não te cansarás; se Ela te é favorável, alcançarás o fim.

E assim verificarás, por tua própria experiência, com quanta razão foi dito: “E o nome da Virgem, era Maria”

domingo, 13 de junho de 2010

Responsório de Santo Antonio



Se milagres tu procuras,
Pede-os logo a Santo António.
Fogem dele as desventuras,
O erro, os males e o demónio.
Torna manso o iroso mar,
Da prisão quebra as correntes.
Bens perdidos faz achar,
E dá saúde aos doentes.
Aflições, perigos cedem,
Pela sua intercessão.
Dons recebem se lhos pedem,
O mancebo e o ancião.
Em qualquer necessidade,
Presta auxílios soberanos.
De sua Alta caridade,
Fale a voz dos paduanos.
Glória seja dada ao Pai,
Glória ao Filho, nosso Bem.
E glória ao Espírito Santo,
Torna manso o irado mar…
V. Rogai por nós, Santo Antonio.
R. Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.

Oremos: Deus eterno e todo-poderoso, que destes Santo Antonio ao vosso povo como insigne pregador e intercessor em todas as necessidade, fazei-nos, por seu auxilio, seguir os ensinamentos da vida cristã, e sentir a vossa ajuda em todas as provações. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém.

Extraído do livro: “Novenas para todas as necessidades

sábado, 12 de junho de 2010

CURIOSIDADES - A Santa Túnica de Nossa Senhora ainda existe!


Uma coisa é certa: desde muito cedo Nossa Senhora foi venerada em Chartres.
Na época carolíngia, sua catedral já devia ser o centro mais célebre de seu culto na França do Norte, pois o rei Carlos o Calvo, em 876, presenteou-lhe uma relíquia preciosa entre todas: a Santa Túnica da Virgem.
A relíquia fora enviada pelo imperador de Bizâncio para Carlos Magno e enriqueceu a igreja de seu palácio em Aquisgrão.
Essa túnica é a que Nossa Senhora levava no momento da Anunciação, quando concebeu o Verbo.
A Idade Média não tinha uma relíquia mais pura nem mais poética. Desde cedo,
Chartres considerou a Santa Túnica como uma garantia de defesa e um sinal de salvação

Santa Tunica de Nossa Senhora exposta em Chartres
Havia poucos anos que ela estava na catedral quando o rei viking Rollon, ainda pagão, veio sitiar a cidade em 911.
Um cronista do século XI narra que durante a batalha, o bispo de Chartres compareceu sobre os muros da cidade portando a Santa Túnica como estandarte.
À vista dela, os normandos, tomados por um terror pânico, desfizeram as fileiras e fugiram.
Mais tarde, Rollon ele próprio tornou-se cristão e apressou-se em fazer uma doação a Nossa Senhora de Chartres, cujo poder tinha experimentado.
Durante muito tempo conservou-se uma pequena faca pressa por um cordão de seda ao pergaminho da doação, seguindo o simbolismo do direito bárbaro, .
O documento possuía uma brevidade e uma grandeza épicas.
O doador ditou-o nos seguintes termos:
“Eu, Rollon, duque da Normandia, eu doou aos irmãos da igreja de Nossa Senhora de Chartres meu castelo em Malmaison, que eu ganhei com minha espada e que com minha espada eu defenderei. Que esta punhal sirva de prova”.
A Santa Túnica foi a grande relíquia de Chartres. Foi sobre tudo ela que tornou célebre a catedral e atraiu os peregrinos durante os séculos.

Fonte: Jóias e símbolos medievais

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Andrea Bocelli elogia a escolha de sua mãe de não abortá-lo


O cantor italiano Andrea Bocelli contou a história da gravidez de sua mãe, durante a qual os médicos sugeriram que ela abortasse porque ele podia nascer com uma deficiência . Em um novo vídeo, ele elogia a sua mãe por ter feito a escolha “certa”, dizendo que outras mães devem ter o incentivo desta história.

Em um vídeo no site YouTube intitulado “Andrea Bocelli conta uma “historinha” sobre o aborto”, o cantor se senta diante de um piano e conta ao público uma história sobre uma jovem esposa grávida internada por “um ataque de apendicite simples.”

“Os médicos tiveram de aplicar gelo em seu estômago e quando terminaram os tratamentos os médicos sugeriram que ela abortasse a criança. Eles disseram que era a melhor solução, porque o bebê nasceria com alguma deficiência.

“Mas a jovem mulher corajosa decidiu não abortar, e a criança nasceu,” ele continuou.

“Essa mulher era minha mãe, e eu era a criança. Talvez eu tenha parte no assunto, mas posso dizer que aquela foi a escolha certa”.

Ele disse esperar que a história pode incentivar muitas mães em “situações difíceis”, que querem salvar a vida de seus bebês.

Bocelli possui glaucoma congênito e perdeu a visão completamente aos 12 anos de idade, após ser atingido na cabeça durante um jogo de futebol.

O vídeo foi produzido pela www.IamWholeLife.com, uma iniciativa do grupo Human Rights,

terça-feira, 8 de junho de 2010

ANUNCIAÇÃO DO ANJO


Obrigada Mãe querida, por nos teres dado o Redentor!

sábado, 5 de junho de 2010

sexta-feira, 4 de junho de 2010

quarta-feira, 2 de junho de 2010

S. JUSTINO MÁRTIR


Nascido na Palestina, de família pagã, fez estudos filosóficos profundos e adquiriu grande cultura. O amor à verdade levou-o, pouco a pouco, a rejeitar os sistemas filosóficos pagãos e a converter-se ao Cristianismo. Foi, no seu século, o mais ilustre defensor da verdade católica contra os preconceitos pagãos. Embora leigo, é considerado o primeiro dos Padres da Igreja, logo depois dos primitivos Padres Apostólicos. Em Roma, dedicou-se ao apostolado, especialmente nos meios cultos, nos quais se movimentava com desembaraço. Escreveu muitas obras, mas somente três chegaram até nós. Sofreu o martírio por decapitação, depois de ter sido açoitado.

Milagre Eucarístico em Lanciano: Corpo e sangue de Cristo

A Santa Sé mandou fazer exames médicos com a Hóstia e o Vinho Consagrados que foi transubstanciado sem o véu do sacramento.

Resultado do Teste:

a - A carne é verdadeira carne.

b - O sangue é verdadeiro sangue.

c- A carne é do tecido muscular do coração (miocárdio, endocárdio, nervo vago).

d - A carne e o sangue são do mesmo tipo AB e pertencem à espécie humana. Obs: é o mesmo tipo de sangue encontrado no Sudário de Turim.

e - Trata-se de carne e sangue de uma pessoa viva, pois que esse sangue é o mesmo que tivesse sido retirado, naquele mesmo dia de um ser vivo.

f - No sangue foram encontrados, além das proteínas normais, os seguintes minerais: cloretos, fósforos, magnésio, potássio, sódio e cálcio.

g - A conservação da Carne e do Sangue, deixados em estado natural por 12 séculos e expostos à ação de agentes atmosféricos e biológicos, permanece um fenômeno extraordinário.

Adoremos o Corpo e Sangue de Jesus, assista o vídeo abaixo

“Porque a minha carne é verdadeiramente comida, e o meu sangue é verdadeiramente bebida”. (Jo 6, 56)



terça-feira, 1 de junho de 2010

DIA DA CRIANÇA

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues