terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Solenidade – Culto ao Sagrado Coração de Jesus


A vidente Santa Margarida Maria Alacoque
O culto à Humanidade de Cristo e ao Seu Coração, que sempre existiu na Igreja, conheceu um grande incremento a partir das revelações privadas a Santa Margarida Maria Alacoque (1673-75), as quais despertaram uma consciência mais viva do Mistério do Amor de Cristo.

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus foi reconhecida pela Igreja cerca de um século mais tarde:

Em 1765, Clemente XIII aprovou a Solenidade do Sagrado Coração, e em 1856, Pio IX inseriu-a no calendário da Igreja universal.

A devoção ao Sagrado Coração de Jesus foi “um meio providencial” para a renovação da Vida cristã.

Com efeito, certas doutrinas tinham desfigurado uma das verdades essenciais ao Cristianismo — o Amor de Deus para com todos os homens.

Pela devoção ao Sagrado Coração, o Povo de Deus reagiu “contra uma concepção demasiado rigorista das relações entre Deus e o homem — concepção que, levada às últimas conseqüências, seria o renascer da idéia pagã de um Deus vingador, e portanto, a anulação da História da Salvação e da incessante Misericórdia Divina” (Thierry Maertens).

Levando-nos a amar a Cristo e a compartilhar do Seu Amor pelo Pai e pelos homens, a devoção ao Sagrado Coração de Jesus leva-nos também a promover aquela solidariedade universal, que é uma exigência da verdadeira e autentica fraternidade.

A devoção ao Coração de Nosso Senhor Jesus Cristo torna-se, assim, o caminho para a plena libertação do pecado, libertação tantas vezes procurada através de caminhos que só conduzem à degradação da mesma dignidade humana.
fonte: AASCJ

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues