quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

"Cheia de graça", o nome mais belo de Maria


Bento XVI: «Cheia de graça», o nome mais belo de Maria

No dia 8 de Dezembro celebramos uma das festas mais belas e populares da bem-aventurada Virgem Maria: a Imaculada Conceição. Maria não só não cometeu pecado algum, como ficou preservada inclusive dessa comum herança do género humano q é a culpa original, por causa da missão a q Deus a havia destinado desde sempre: ser a Mãe do Redentor.
Tudo isto fica contido na verdade de fé da Imaculada Conceição. O fundamento bíblico deste dogma se encontra nas palavras que o anjo dirigiu à menina de Nazaré: «Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo» (Lc 1, 28). «Cheia de graça», é o nome mais belo de Maria, nome que o próprio Deus lhe deu para indicar que desde sempre e para sempre é a amada, a eleita, a escolhida para acolher o dom mais precioso, Jesus, «o amor encarnado de Deus» (Deus caritas est, 12).
Podemos perguntar-nos: por que entre todas as mulheres, Deus escolheu precisamente Maria de Nazaré? A resposta se esconde no mistério insondável da divina vontade. Contudo, há um motivo que o Evangelho destaca: sua humildade. A própria Virgem no «Magnificat», o seu cântico de louvor, diz isto: «Minha alma glorifica o Senhor... porque pôs os olhos na humildade da sua escrava» (Lc 1, 46.48). Sim, Deus sentiu-se preso pela humildade de Maria, que encontrou graça aos seus olhos (cf. Lc 1, 30). Converteu-se, deste modo, na Mãe de Deus, imagem e modelo da Igreja, eleita entre os povos para receber a bênção do Senhor e difundi-la entre toda a família humana. Esta «bênção» é o próprio Jesus Cristo. Ele é a fonte da «graça», da qual Maria ficou cheia desde o primeiro instante de sua existência. Acolheu Jesus com fé, e com amor o entregou ao mundo.
Esta é também a nossa vocação e a nossa missão, a vocação e a missão da Igreja: acolher Cristo em nossa vida e entregá-lo ao mundo «para que o mundo seja salvo por ele» (Jo 3, 17).
A festa da Imaculada ilumina como um farol o período de Advento, que é um tempo de vigilante e confiada espera do Salvador. Enquanto saímos ao encontro do Deus que vem, contemplemos Maria, que «brilha como sinal de esperança segura e de consolo para o povo de Deus em caminho» (LG, 68). A ela nos dirigimos agora com a oração que recorda o anúncio do anjo: Ave Maria…

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues