segunda-feira, 19 de julho de 2010

Dia de Santo Arsénio, Confessor


(+ Egito, 445)
Romano, de família nobrfe. Viveu 50 anos no deserto, como anacoreta. Amava o isolamento e temia os perigos do convívio com pessoas mundanas. Certa vez, em sua solidão, foi visitado por uma senhora romana de idade já madura, que desejava aconselhar-se com ele e pedir-lhe orações. — “Volte para sua terra e deixe-me em paz!”, gritou o Santo do fundo de sua gruta. — “Prometa-me ao menos lembrar-se de mim em suas orações”, suplicou a dama. — “Pelo contrário, prometo esquecê-la”, respondeu o Santo…

Extraído do livro – Cada dia tem seu santo… de A de França Andrade

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues