sexta-feira, 27 de maio de 2011

NOSSA SENHORA DE LOURDES


Em 11 de Fevereiro de 1858, uma jovem garotinha francesa, chamada
Bernadette Soubirous, teve a primeira de uma série de visões que mudariam
o futuro da humanidade.

Eram as aparições de Nossa Senhora de Lourdes, que, juntamente com as de Fátima, compõem a importante mensagem de alerta que Nossa Senhora desceu dos Céus para transmitir a nós, seus filhos.

Nestas visões, ocorridas na Gruta de Massabielle, Nossa Senhora pediu a Bernadette que molhasse o rosto e bebesse da água que brotava do local.

As pessoas viram a menina
fazendo isso e passaram a
imitá-la. E, pela água milagrosa,
muitos recebiam graças
de cura impressionantes.

Fonte de Lourdes nos dias de hoje


A Virgem Santíssima também pediu para que fosse construída uma Capela na gruta, e que as pessoas fossem até lá em procissão.

E até os dias de hoje milhares de pessoas peregrinam a Lourdes, em busca das graças concedidas por Maria Santíssima, através da água que jorra da gruta onde aconteceram Suas aparições.

Não faltam relatos de curas inexplicáveis que deixam até os cientistas mais cépticos, perplexos.

Embora apenas 67 milagres de Lourdes foram proclamados oficialmente pela Igreja, existem mais de 7.200 curas que a ciência qualificou como inexplicáveis.

Na realidade, os milagres estão se produzindo continuamente em Lourdes há mais de cem anos. E em nenhuma época da história foi tão possível controlar a autenticidade dos milagres como em nossa época.

Um caso típico em Lourdes foi o de Théa Angele, jovem alemã atingida por arteriosclerose em placa, que chegou quase moribunda a Lourdes em 17 de maio de 1950.

O corpo repelia tudo que lhe davam. Ela subsistia com soro endovenoso, pesava 34 quilos, estava inconsciente e quadriplégica. Seu único movimento eram espasmos dos olhos e da mandíbula.
Acreditou-se que morreria em plena viagem. Um sacerdote administrou-lhe a Extrema Unção, achando que ela já era cadáver.
“Como pode se enviar ao exterior uma moribunda que têm que fazer uma viagem de 30 horas?!”, protestou um de seus médicos na cidade de Colônia quando soube da vontade da doente.

Em Lourdes, após o quarto banho consecutivo, sorriu e falou pela primeira vez, dizendo: “Agora posso falar tudo, e estou com uma fome terrível”. E comeu com apetite.

O milagre é acompanhado de uma conversão espiritual. Théa fez-se religiosa, como várias miraculadas.

Muitas pessoas, com doenças incuráveis, principalmente doenças da alma que se manifestam fisicamente, precisam suplicar para a Virgem de Lourdes e conhecer seus milagres.
fonte: ADF

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues