quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O verdadeiro devoto de Nossa Senhora


O apóstolo será insuficientemente devoto de Nossa Senhora, se não tiver confiança filial e amorosa na Mãe de Deus, ou se apenas for exterior o culto que lhe prestar.

Para sermos seus verdadeiros filhos, o nosso amor deve corresponder ao Dela; devemos estar firmemente convencidos das grandezas, privilégios e funções da Mãe de Deus e dos homens; devemos estar compenetrados de que a luta contra as faltas, a aquisição das virtudes, o reinado de Jesus Cristo nas almas, dependem do grau de devoção que tivermos a Maria*, devemos estar compenetrados de que a vida interior é mais segura, mais suave e mais rápida, quando se opera com Maria**, devemos transbordar de confiança filial e de amor pela Medianeira de todas as graças***.

*“Ninguém recebe o dom de Deus senão por vós, ó cheia de graça” (São Germano)

**” Com Maria, fazem-se mais progressos no amor de Jesus num só mês, do que em vários anos vivendo-se menos unidos a esta boa Mãe” (São Luís de Montfort)

*** “Meus filhos, ela é a base da minha confiança e a razão da minha esperança” (São Bernardo)

Extraído do livro: “A Alma de todo o Apostolado” de J.B. Chautard/ADF

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues