sábado, 20 de novembro de 2010

Sobre o sinal da Cruz - catequese



EM NOME DO PAI E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO. AMÉM

A liturgia usa muito a linguagem dos sinais, dos gestos e das posições. O primeiro sinal, o mais importante e o mais conhecido, é o Sinal da Cruz. Já no catecismo da Primeira Comunhão aprendemos que o Sinal da Cruz é o sinal do Cristão.

O Sinal da Cruz é riquíssimo em significado. Por ele expressamos, anunciamos três verdades ou dogmas fundamentais da nossa religião: o Dogma da Santíssima Trindade, da Encarnação e da Morte de Nosso Senhor Jesus Cristo. Quando se diz: “em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo”, está-se proclamando o Mistério da Santíssima Trindade.

Ao levar à testa as pontas do dedo da mão direita aberta, dizendo”: “Em nome do Pai”…, descer com a mão na vertical e tocar na altura do estômago continuando: “…e do Filho”, está-se indicando o mistério da Encarnação: o Filho de Deus desceu ao ceio da virgem Maria. Depois, levando a mão direita para o ombro esquerdo (e do Espírito…”) completa-se a cruz tocando o ombro direito (“… Santo…”), está-se indicando a morte de Jesus na Cruz.

Nosso Senhor Jesus Cristo morreu numa cruz; a cruz é formada por uma haste vertical e uma haste horizontal. Por isso o “sinal da cruz” deve ser bem feito, com os movimentos da mão bem amplos. Façamos o sinal da cruz com a mão direita aberta e com a ponta dos dedos tocando distintamente, dizendo: na testa, ”Em nome do Pai …”; na altura do estômago “… do Filho…”; no ombro esquerdo “…e do Espírito”…; no ombro direito, concluindo: “Santo. Amém”. (Não precisa dar “tapinha na boca” nem beijar os dedos).

Ao vermos alguém fazer de modo relaxado ou errado o Sinal da Cruz é bom, valendo sempre do bom senso, explicar como fazê-lo de modo correto e altaneiro, pois se trata de sinal distintivo do verdadeiro católico.

PERSIGNAÇÃO

Temos o belo costume de persignar-nos com a água benta, fazendo três cruzes com o polegar da mão direita, uma na testa, outra na boca e outra no peito.

A cruz na testa é para Deus nos livrar dos maus pensamentos; na boca, para nos livrar das más palavras; e, no peito, para nos livrar das más paixões. Além destes, existe um sentido mais amplo e expressivo:

1º.) A cruz na testa , lembra que a Doutrina Católica deve ser estudada e entendida;

2º.) a cruz nos lábios lembra que a mesma deve ser anunciada e proclamada (missão de todo cristão); e

3º.) a cruz no peito nos indica que a Doutrina Católica, acima de tudo, deve ser vivida e defendida por todos os que acreditam em Nosso Senhor Jesus Cristo. Também, ao se ler o Evangelho, faz-se o Sinal da Cruz para indicar com isso que cada palavra faça que sejamos “luz e sal” do mundo.

Para ouvir a leitura do Santo Evangelho devemos estar sempre de pé em sinal de respeito e atenção.

Excertos de Vocacionados Menores/AASCJ

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues