quarta-feira, 23 de março de 2011

EU SOU O AGRICULTOR DIVINO


.■“Conversa entre amigos...”
Jesus disse-me:

– Minha filha, quanto mais a alma se humilha, tanto mais eu a amo e desço até ela.

É nos pequenos, nas almas puras e humildes que eu encontro as minhas delícias.

Eu sou o Agricultor divino; trabalho, semeio nas almas as minhas graças, os tesouros infinitos do meu Coração.

Mas estas sementes germinam em bem poucos corações. Quase nenhum terreno dá a Jesus a colheita desejada…

Ó minha filha, eu quer ser amado e por ti sou-o.

Aqui posso semear; neste terreno é abundante a colheita; com este rendimento salvam-se as almas aos milhares, aos milhões.

– Ai, meu Jesus, como poderei fazer germinar a tua divina semente em todos os corações frios e distantes? Pobre de mim! Só o poderei com a tua graça.

– Vai semear, minha filha: semeia, cultiva, colhe para Mim. Eu quero as almas; nada mais posso fazer por elas.

– Meu Jesus, mas eu não sei semear nem colher! Não sei levar-Te o fruto da minha colheita.

– Trabalha, que Eu te ajudarei: porei nos teus lábios as minhas palavras, nos teus olhares os meus.

Farei que o teu trabalho seja fecundado e que por meio de ti o meu divino Amor seja dado aos corações e às almas.

Trabalha, minha missionária, missionária dos missionários. A tua dor é poderosa. Darás luz com a luz de Jesus.
2/6/1950

Para a Beata Alexandrina com devoção.
fonte: facebook

Sem comentários:

Enviar um comentário

Seguidores

Acerca de mim

A minha foto

Alguém que procura um encontro com Jesus.

Arquivo do blogue

A minha Lista de blogues